O Município

Nova Timboteua localiza-se na mesorregião do Nordeste Paraense e na Microrregião Bragantina, a uma latitude 01º12’28” Sul e a uma longitude 47º23’33” Oeste, estando a uma altitude de 51 metros. Sua população estimada, em 2017, era de 14.942 habitantes.

Em 1888, Serafim dos Anjos Costa, o primeiro a chegar na localidade, requereu junto ao Governo Provincial a área de terras onde hoje se localiza a Vila de Timboteua que, em conjunto com outros moradores, atraíram mais pessoas e expandiram o núcleo habitacional.

A Lei nº 324, de 6 de julho de 1895, reconheceu oficialmente o povoado de Vila Timboteua, porém a população entrou em decadência. Isto fez com que, em 1906, em um lugar pouco distante da Vila Timboteua, surgisse um núcleo às margens da Estrada de Ferro de Bragança, denominada de Tabuleta, por causa da existência de um marco de quilometragem da via férrea.

Em 1915, devido ao progresso, a localidade de Tabuleta atingiu a condição de povoado. A denominação Tabuleta não perdurou, e recebeu outros nomes como, “Timbó-Açú” “Assis Brasil” “Timborana”, até chegar ao de de Nova Timboteua, diferenciando da Vila de Velha Timboteua.
O município de Nova Timboteua foi criado pelo Decreto Lei nº 4.505, de 30 de dezembro de 1943, com território desmembrado de Igarapé-Açu.

O significado do nome “Timboteua” deu-se pelo fato de que os primeiros habitantes, ao subirem as margens do rio Peixe-boi, que passa bem próximo ao município, encontraram grande quantidade de Timbó, uma planta cuja raiz serve como veneno para a pesca. A junção de Timbó ao termo “Teua”, que no vocabulário Tupi-Guarani significa “Lugar de Abundância”, deu origem a Timboteua: “Lugar em abundância de Timbó”.


Acessibilidade
Acessibilidade